Por que a internet é regulamentada como rádio e TV?

Estou processando o post do Pedro Dória sobre a lei que limita o uso da internet no período eleitoral.

Em resumo:

1) Rádio e TV são concessões públicas e portanto são fortemente regulamentadas para evitar o favorecimento de candidatos em época eleitoral.

2) A imprensa - jornais, revistas - é privada e portanto pode falar o que quiser.

3) Internet é vista juridicamente como rádio/TV.

O problema está nos sites de jornais e revistas; segundo a lei revisada, esses sites só podem reproduzir o que foi publicado literalmente pelo veículo.

Um blogueiro vinculado a uma empresa de comunicação não pode se manifestar sobre candidatos durante o período eleitoral. Os leitores também não podem comentar o conteúdo disponibilizado.

Minha dúvida é: Por que a internet é vista como rádio e TV, se a internet não utiliza ondas públicas regulamentadas pelo Estado?

Por que não separar a empresa da maneira como ela veícula a informação. A empresa proprietária de um canal de TV ou estação de rádio deve ter o mesmo direito da empresa jornalística de se expressar livremente pela internet.




Comments

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Allowed HTML tags: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Lines and paragraphs break automatically.

More information about formatting options