Saiba por que você deveria evitar deixar seu bebê ver TV ou vídeos online

Vivemos na geração da internet, e por isso, é muito fácil se distrair com videos online ou até mesmo videos na tv. Afinal, na rede e na mídia, nós podemos ter acesso a todo tipo de conteúdo. Mas será que é interessante para o seu bebê ter acesso a essa grandiosidade de conteúdos. Veja a seguir alguns motivos capazes de ter convencer a evitar a tv e o celular para distrair o seu filho:

Sabemos que a TV e os vídeos online são uma forma muito fácil de distrair crianças de todas as idades e o problema dessa prática em si, não é o fato de assistir imagens uma telinha, mas sim a quantidade de tempo que o seu bebê pode passar recebendo tantas informações. Então vamos partir para o primeiro ponto da questão:

Baixa quantidade de estímulos

Durante a primeira infância, o seu bebê precisa de diversos estímulos diferente em todas as modalidades possíveis. O entretenimento, seja através da TV ou do celular oferece baixos estímulos para a criança, o que pode acabar limitando muito o desenvolvimento da mesma.

Falta de concentração

De tanto utilizar os vídeos para distrair as crianças, nós podemos estar desenvolvendo falta de concentração nelas. Teste tentar se comunicar com uma criança que está assistindo algo na televisão ou no celular. A falta de percepção do mundo externo associado a falta de concentração em outras atividades, pode acabar sendo um grande problema para os país futuramente.

Habilidades de comunicação

Você já deve ter notado que crianças cuja a afinidade é dada por atividades individuais, têm uma maior dificuldade para interagir com outras pessoas, o que pode ser um problema, já que a relação com outras pessoas é fundamental para o desenvolvimento e a construção social. Então, deixar o bebê por muito tempo de frente para a telinha pode estar incentivando um comportamento menos social, logo, frustrando habilidades de comunicação da criança.

Ociosidade

É normal a criança ser bastante agitada em algumas fases da infância e isso pode começar desde bebê. Não e um problema que os pais se utilizem desses meios para distrair a criança vez por outra, a crítica fica para horas e mais horas diárias destinadas somente a este tipo de atividade. Como a criança estará programada a não fazer nada por muito tempo, isso pode levá-la a ociosidade, que gera outros problemas como a ansiedade, a obesidade infantil, o isolamento, entre outras situações.