Warning: Table './db186965_naozero/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:7:\"warning\";s:8:\"%message\";s:40:\"Creating default object from empty value\";s:5:\"%file\";s:93:\"/nfs/c06/h04/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc\";s:5:\"%line\";i:33;}', 3, '', 'http://naozero.com.br/taxonomy/term/15', '', '54.196.126.39', 1503509761) in /nfs/c06/h04/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/includes/database.mysql.inc on line 135
evento | Não Zero

evento

warning: Creating default object from empty value in /nfs/c06/h04/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc on line 33.

Um evento acadêmico sem academiquês? É pra conferir

Recebi a mensagem abaixo da assessoria de comunicação do evento SimSocial. Fiquei com a boa impressão de que se trata de um simpósito academico mas que não fala academiquês. Se for assim, será uma alternativa para as muitas pessoas que sentem que há muito buzz e pouco conteúdo nos eventos sobre "social mídia".

Ocorre nos dias 10 e 11 de outubro, na Universidade Federal da Bahia, o SIMSOCIAL – Simpósio de Pesquisa em Tecnologias Digitais e Sociabilidade. O evento, idealizado GITS – Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade, tem caráter acadêmico e se destina a promover debates e circulação de pesquisas sobre tecnologias digitais e sociabilidade.

Na programação, estão previstas atividades como conferências e apresentação de comunicações em núcleos temáticos, baseados em questões como consumo e estratégias de mercado, política e ativismo, dinâmicas interacionais, educação e aspectos cognitivos e práticas colaborativas. Como palestrantes e conferencistas, já estão confirmados importantes nomes como Adriana Amaral, André Lemos, Edvaldo Couto, Marcos Palácios, Raquel Recuero e Tânia Hetkowski.

Em sua segunda edição, o SIMSOCIAL tem como tema Práticas Interacionais em Rede e pretende agregar pesquisadores, professores e estudantes universitários, além de profissionais de instituições relacionadas ao campo da Cibercultura. Chamada de trabalhos e demais informações em http://www.gitsufba.net/simsocial.

Comentários



Como acompanhar e participar do casamento real pela Internet

Sexta-feira, dia 29, é o dia do casamento real britânico. Milhares de pessoas nas ruas de Londres, centenas de milhares provavelmente acompanhando o evento pela TV ou por outros meios. Muita gente é sinônimo de oportunidade para observar e participar de experimentos via Internet.

Aqui vão algumas informações úteis para explorar a comunicação em rede durante o casamento.

- o hashtag é #rw2011 (ou #RoyalWedding), mas pode-se adotar também o #rw2011BR para filtrar as mensagens de tuiteiros brasileiros

- Haverá transmissão ao vivo pelo canal do YouTube: http://www.youtube.com/TheRoyalChannel

- O Mashable já fez o serviço de juntar todos os links relacionados ao evento, inclusive: site oficial, página oficial no Facebook, Flickr e conta no Twitter, além da relação de sites que farão streamming do video.

- A BBC fez uma reportagem televisiva sobre o uso da internet na cobertura do evento. Lembrou que este será o casamento real em que as pessoas poderão estar mais perto dos acontecimentos. Será também um experimento para a realeza do país em relação ao uso do Internet. O próprio anúncio do casamento saiu primeiro pelo Twitter em 23 de novembro.

- Para se ter uma ideia do trajeto, o Google colocou no ar uma animação em 3D e o jornal Daily Telegraph registrou o roteiro da rua em um vídeo de 42 segundos.

- O site Market Sentinel mostra a reverberação do casamento até o momento na Internet e traz, além dos links que já estão neste post, referências de apps relacionados ao tema.

Para quem estiver em Londres

- Para quem estiver na cidade, há previsão de chuva forte durante todo o dia. Aqui está a agenda do evento.

O blog da Kaplan em Portugal indicou quatro lugares para se acompanhar a celebração de Londres: Trafalgar Square, Hyde Park, Leonard Street Royal Wedding Party e Royal Wedding Battersea Street Party, cada um com um tipo de atrativo diferente, com níveis diferentes de bagunça ou tranquilidade. Um amigo me disse que há um recorde de festas de ruas marcadas para acontecer no dia.

Acho que o FourSquare, porque permite o compartilhamento de lugares, também vai ser interessante de usar por quem estiver na cidade, para ver onde seus amigos estão. Aqui tem uma relação de quatro de jornalistas que aparentemente estarão usando o serviço para fazer a cobertura.

E finalmente, será também uma oportunidade interessante, pelo volume de pessoas, de se experimentar o app Color, que compartilha fotos com pessoas que estejam fisicamente próximas.

Comentários



Dois eventos sobre tecnologia e humanidades em Londres

Segue a informação de dois eventos que parecem ser bacanas sobre internet e humanidades que acontecerão este ano em Londres:

InterFace é um encontro internacional de humanidades e tecnologias da informação que irá decorrer em Londres em Julho de 2011. Este ano o evento é organizado por várias universidades da cidade de Londres. O InterFace oferece uma excelente oportunidade de observar as mais recentes tendências e práticas na área da investigação interdisciplinar. Este encontro pretende fortalecer os laços entre investigadores de diversas disciplinas, nomeadamente no que toca à convergência de temáticas e métodos. Orientado para a divulgação do trabalho de doutorandos e jovens investigadores, o evento pretende promover a comunicação e colaboração entre os participantes através de várias iniciativas, tais como conferências, sessões temáticas práticas e workshops. Um elemento principal do programa será uma sessão de “lightening talks”, ou “apresentações-relâmpago”, durante a qual os participantes deverão apresentar o seu trabalho em dois minutos.

OpenTech 2011

When: Saturday 21st May 2011.
Where: London.
Cost: £5 on the door.
Currently: call for talks

OpenTech 2011 is an informal, low cost, one-day conference on slightly different approaches to technology, transport and democracy. Talks by people who work on things that matter, guarantees a day of thoughtful talks leading to conversations with friends.

Besides the sessions which will challenge or inspire, there's plenty of time to talk in the bar with friends both old and new.

Comentários



Aécio Neves recebe comitiva de representantes do campo das mídias sociais

Na segunda-feira vou a Belo Horizonte, a convite do Rodrigo Mesquita, do Peabirus, para participar de um encontro do governado do Estado, Aécio Neves, com pessoas ligadas às mídias sociais no Brasil. No mesmo dia será anunciado um acordo entre na área da educação entre Minas Gerais e o Google.

O anúncio que circulou dizia de um encontro entre o governador e blogueiros. Não acho que isso seja preciso, primeiro porque cada um está responsável por pagar as próprias despesas e, em função disso, só os blogueiros mineiros poderão ir representando eles mesmos, os outros vão patrocinados pelas instituições que cada um representa. Além disso, não sei se existe uma unidade entre blogueiros e, mesmo se existir, não acredito que nós, especificamente, sejamos representantes da blogosfera.

O que na verdade está acontecendo - e não vejo nenhum problema nisso, ao contrário - é uma demonstração pública de que o governador presta atenção na internet, sente que esse será um elemento importante para quem for disputar a presidência em 2010 e quer se familiarizar mais com o assunto conversando com quem vem realizando ações na área, tanto no âmbito acadêmico como empresarial.

O mais importante de tudo, na conversa com o governador na segunda e com outros representantes do poder público no futuro, é deixar claro que o item mais caro de uma campanha online de sucesso não é tecnologia, mas entendimento. Se o candidato entender que ficou muito mais barato e acessível estabelecer conversas grupais e estiver disposto ouvir e participar, já estará com meio caminho andado, pelo menos. E quem estiver se perguntando por onde começar, recomendo a leitura deste texto do Moriael, meu colega na Talk, que é veterano da Web e também do marketing político.

Comentários



Traduza um parágrafo e ganhe um convite para assistir a palestra do Peter Senge em SP

Tenho um convite mas não poderei assistir a palestra do Peter Senge, professor do MIT e autor de A Quinta Disciplina, sobre organizações que aprendem - será no Hotel Transamérica, em SP, na segunda-feira (1/6), à noite. Como posso repassar esse convite, decidi fazer o seguinte: sorteá-lo entre pessoas que ajudarem na tradução atual do Adote um Parágrafo.

Para participar, é só seguir as instruções: 1) entrar no documento e, no final da página, pedir autorização para editá-lo; 2) escolher um parágrafo e fazer a tradução seguindo as regras de funcionamento do projeto; 3) colocar, ao lado do seu nome, a tag #petersenge para eu saber que você quer o convite.

Você poderá traduzir quantos parágrafos quiser para aumentar as suas chances de ganhar. (Se faltar parágrafos, colocamos outro texto no ar para tradução.) Importante: os administradores do Adote se reservam ao direito de desclassificar participações quando considerarmos que a tradução estiver mal-feita.

O sorteio será na sexta-feira e o vencedor será informado por email sobre como retirar o convite.

Comentários



Peter Senge palestrará em SP sobre organizações que aprendem

O Banco Real está trazendo um intelectual americano, o professor Peter Senge, do MIT, para palestrar no primeiro Encontro de Sustentabilidade de 2009, dia 1 de junho, 19:30h. Não conheço o trabalho dele, mas o MIT é uma instituição importante mundialmente na área da tecnologia e o assunto da palestra também me chamou a atenção: organizações inteligentes, que aprendem e resolvem problemas coletivamente. Honestamente tenho um pouco de preguiça do tipo de livro que traz regras - tipo: as nove passos para o sucesso, coisas assim. E no livro dele, segundo o verbete da Wikipedia em inglês, "The five disciplines represent approaches (theories and methods) for developing three core learning capabilities: fostering aspiration, developing reflective conversation, and understanding complexity." Mas quero tirar as minhas conclusões.

Comentários



O Culto do Amador, uma provocação e uma oportunidade

Capa da edição inglesa
Andrew Keen escreveu um livro polêmico, um livro para chocar e fazer barulho. Para produzir esse efeito, ele utilizou alguns recursos: não se preocupou em ser imparcial e explorou ao máximo os medos e inseguranças provocados pela Web. E de empreendedor Web - como existem muitos no Vale do Silício - O Culto do Amador elevou Keen à condição de guru - ou "anti-guru" -, ele passou a ser um nome reconhecido.

(A popularidade dele levou um amigo a me procurar ontem à noite para dizer que está com receio porque tem promovido intensamente o TalkShow com o Keen e queria saber se o volume de tráfego não comprometeria a transmissão. Fiquei impressionado com a quantidade de vezes que o post do Wagner anunciando a entrevista foi clicado.)

O que faz o projeto de Keen digno dessa atenção, no entanto, não é o talento dele para a polêmica, mas o fato de ter conseguido ir salpicando aqui e ali, ao longo de seu livro, questões incômodas para quem está surfando a onda da Web, seja em busca de prestígio e reconhecimento, seja pelo menos nobre mas igualmente respeitável retorno financeiro. Selecionei duas passagens do livro em que, acredito, o autor toca na ferida. Segue depois desse apanhado dos debates públicos que ele participou. (Continue lendo.)

Comentários



Nesta terça (dia 17), 18h, lançamento pelo Twitter do livro "Para entender a internet" - ajude a divulgar

Capa Para entender - em alta

Mais um livro está saindo do forno. E, dessa vez, um livro 100% Web, integralmente disponibilizado em PDF e também por um site para leitores debaterem e conversarem entre si e com os autores sobre assuntos de interesse comum. O livro é uma coletânea e se chama Para entender a internet - Noções, práticas e desafios da comunicação em rede - ao lado, a capa. Participam 38 autores, todos eles protagonistas brasileiros em seus campos de atuação.

Apesar de terem sido produzidos pensando no leitor com pouca familiaridade com a Web, os textos vão além das simplificações e dos modismos para, ao mesmo tempo, ensinar e provocar. E os autores têm intimidade com o assunto para fazer isso. Por exemplo, Edney Souza, o Interney, um dos blogueiros mais conhecidos do Brasil hoje, é quem escreve sobre blog. Soninha Francine, vereadora, atual sub-prefeita em São Paulo, escreve sobre internet e lei eleitoral. Fábio Seixas, um dos brasileiros mais seguidos no Twitter, fez o texto sobre micro-blogging. Sérgio Amadeu, ativista combativo do software livre, escreve sobre pirataria online. Ronaldo Lemos, um dos ativistas brasileiros mais conhecidos e respeitados internacionalmente, explica o que é o Creative Commons. E por aí vai a lista.

Muitas pessoas ainda sentem que a tal revolução trazida pela Web é uma festa para a qual eles não foram convidados. Muitos professores de escolas públicas e privadas, empreendedores, executivos, comunicadores, administradores públicos e uma boa parte da sociedade civil não entendem o motivo de tanta euforia em relação à internet. Esse livro pretende ser um convite para que elas entrem e participem da festa.

Para chegar a essas pessoas sem contar com os meios tradicionais de divulgação e distribuição, o jeito é usar a rede. E é por isso o arquivo em PDF do livro tem menos de 1000k - para caber em uma mensagem de email - e é por isso também que o lançamento deste livro não será em uma livraria e nem em outro espaço físico, mas online, pelo Twitter.

Resumindo, nesta terça (dia 17), às 18 horas (horário de Brasília) vou disponibilizar pelo Twitter o link para o site e para fazer o download do livro. Naturalmente, todos os autores têm conta no Twitter e serão convidados especiais para essa conversa. Não sei se isso já foi feito e nem o que vai acontecer, mas, no mínimo, vamos ter um bate-papo com quem quiser saber mais sobre esse projeto.

PS. Aproveitando o convite para a conversa na terça, já adianto um possível assunto: que este livro pretende demonstrar que está muito mais fácil produzir livros úteis coletivamente e em prazos reduzidos utilizando a Web.

PS2. Para quem estiver em Sampa, vamos tomar uma cerveja e jogar conversa fora no Exquisito na sequência do lançamento, às 20h.

Comentários



Telefonica reconhece publicamente que errou com consumidores - é uma vitória, em parte, da internet

Existem empresas que pisam tanto na bola com o consumidor que a gente passa a fazer propaganda contra. Entre as que têm esse comportamento, bem alto na minha lista, está a Telefonica.

Telefonica, para mim e para muitas pessoas, é sinônimo de péssimo atendimento ao cliente. E não é só ruim por falta de qualidade, eu sou levado a pensar que a dificuldade imposta ao cliente faz parte do plano de retenção.

Estou falando isso porque ontem eu participei, junto com um grupo de blogueiros nerds, do anúncio de um serviço novo da Telefonica, o Xtreme, que oferece entre 8 e 30 mega de banda para acesso à internet e TV à cabo. Fui sem expectativas e saí surpreso pela estratégia que a empresa deu a entender que está adotando. (Continue lendo.)

Comentários



MobileCamp - considerações sobre o formato e a execução do evento

O MobileCamp aconteceu neste último sábado (13) no Espaço Gafanhoto do Cazé, aqui em São Paulo. Foi um evento gratuito, mas fechado para convidados, e que teve a participação de 12 palestrantes das mais diversas áreas: arte, educação, marketing, TI e até direito. (Porque o celular também está revolucionando a vida dos advogados.)

O plano original era ter as palestras na primeira parte do evento, de 10 às 12h, e fazer uma desconferência em seguida até as 15h, mas na prática a segunda parte não aconteceu. As palestras se estenderam e ficamos sem tempo. Mas quem foi, não reclamou, ao contrário.

A seguir vou registrar algumas considerações sobre o evento, para que outras pessoas possam construir outras ações a partir dos nossos erros e acertos.




Syndicate content