Warning: Table './db186965_naozero/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:7:\"warning\";s:8:\"%message\";s:40:\"Creating default object from empty value\";s:5:\"%file\";s:93:\"/nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc\";s:5:\"%line\";i:33;}', 3, '', 'http://naozero.com.br/taxonomy/term/221', '', '54.81.183.183', 1527225320) in /nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/includes/database.mysql.inc on line 135
cartão | Não Zero

cartão

warning: Creating default object from empty value in /nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc on line 33.

Natal na internet: de mensagens genéricas a presentes individuais

Desde que a internet se popularizou em meados dos anos 1990 que o email se tornou uma alternativa para o envio de cartões natalinos.

A gente fazia uma mensagem e resolvia a questão mandando a mensagem simultaneamente para amigos e conhecidos.

Acho que todo mundo que tem um pouquinho de experiência usando a internet e nasceu há pelo menos 30 anos já fez isso.

Estou com a impressão que esse tipo de comunicação coletiva está se extinguindo.

Afinal, a gente mesmo tem percebido ao receber essas mensagens que elas não empolgam.

É algo feito para todo mundo, não para você. É uma especie de email marketing para vender a pessoa. Pelo menos dá essa impressão.

E se a gente não se anima para ler, entende que os outros podem se sentir da mesma maneira.

Vi duas coisas novas neste Natal aparecendo com alternativa para esse tipo de contato.

Primeiro, vi pessoas mandando pequenas mensagens pessoais via Facebook. É o contrário de mandar uma mensagem genérica. E também é mais simples do que escrever um cartão e por no Correio.

Essa mensagem é bacana de ler. É uma manifestação de apreço direcionada para você.

A outra coisa que parece estar ganhando volume é o envio de presentes digitais. Exemplo: um filme no YouTube, um arquivo feito pela própria pessoa, uma pequena arte, música.

As pessoas montam pequenos presentes em formato digital e mandam para os seus amigos.

Isso é interessante porque além da mensagem, há uma oferta de presente, que não precisa ter e geralmente não tem custo, mas pode ter o valor afetivo igual ou superior ao do presente comprado. O que é enviado é uma coisa importante para quem escolheu aquilo.

Enfim, este post é só para registrar essa possível mudança de comportamento em relação ao uso da internet. Em uma segunda onda de práticas, o que é individual e autêntico parece estar se tornando mais importante.

Comentários



Para que serve um cartão de visitas e como melhorar o seu

Cartão ScobleEncontrei esta imagem no Flickr - aqui. Dizia que era o cartão de visitas do blogueiro Robert Scoble. Gato escaldado, achei prudente duvidar que fosse autêntico. Mas é.

Scoble fala sobre ele em um post sobre as virtudes de um bom cartão de visitas, esse item essencial de empreendedores e executivos.

Para Scobler, mais do que conter dados, o cartão deve fazer a pessoa que recebe se lembrar quem você é. Outra característica dos melhores é começar conversas.

Para a pessoa lembrar quem você é, faz sentido que vocês interajam, e o cartão é uma boa desculpa para isso acontecer.




Syndicate content