Warning: Table './db186965_naozero/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:7:\"warning\";s:8:\"%message\";s:40:\"Creating default object from empty value\";s:5:\"%file\";s:93:\"/nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc\";s:5:\"%line\";i:33;}', 3, '', 'http://naozero.com.br/taxonomy/term/222', '', '148.251.15.150', 1493608212) in /nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/includes/database.mysql.inc on line 135
trajetória | Não Zero

trajetória

warning: Creating default object from empty value in /nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc on line 33.

Entrevista boyd: Uma acadêmica 'doidinha' catalisa a atenção na blogosfera

danah boyd faz parte do mesmo "panteão" de deuses (ou profetas) do novo mundo da comunicação em rede.

são aproximadamente vinte pessoas que ocupam hoje essa posição, entre elas, kevin kelly, chris anderson, clay shirly, talvez steven johnson estão entre os que nos traduzem, interpretam e divulgam as novidades.

o curioso dessa última parte da entrevista com danah boyd é ela considerar que sua atividade como blogueira foi mais importante que a pesquisa em si para torná-la uma celebridade no mundo das mídias sociais.

não é que a pesquisa dela não seja interessante ou relevante. a pesquisa dá utilidade específica a ela como palestrante, como acadêmica requisitada para dar entrevistas.

mas ela fala de como ela usa o instrumental de conceitos principalmente vindos da academia para discutir temas de interesse popular como política e comportamento, basicamente ela comenta o mundo, as coisas que chamam sua atenção. isso e o blog foram seu holofote.

ela também avalia desvantagens e benefícios dessa super-exposição.

how danah boyd became a 'scholar celebrity' and how that affects her life from juliano spyer on Vimeo.




Entrevista boyd: Trajetória pessoal e profissional da 'sacerdotiza das redes sociais'

Sempre disse que o que torna especialmente relevante a pesquisa de danah boyd sobre redes sociais é o fato dela ser íntima desses ambientes.

mas eu simplificava isso dizendo que de alguma forma ela pesquisava a si mesma, que era uma tentativa dela se explicar e se entender.

nesta parte da entrevista ela junta os pontos, da adolescente que fugia pela internet de sua casa e de sua escola, passando pela universitária que estudou ciência da computação, para a pesquisa sobre padrões em ambientes sociais, até desembarcar na sociologia e na antropologia.

em resumo, era isso mesmo, mas é muito mais.

how danah boyd became an anthropologist studying teens using social network sites from juliano spyer on Vimeo.




Entrevista com Rene de Paula, evangelista da internet e criador do Radinho

Quem diz que trabalha com internet e não conhece o "Rene do Radinho"? É o cara que está em todas. Dá curso, faz palestra, viaja, mantém blog, grava podcasts, twita, fora o trabalho remunerado. E ele ainda lê e responde aproximadamente cem mensagens por dia só da lista famosa que ele criou e mantém desde 2001.

Esses dias eu publiquei um artigo sobre evangelistas. O Rene é a única pessoa que eu conheço no Brasil que tem esse título impresso no cartão de visitas. Para chegar lá, foram 12 anos trabalhando com internet, mais cinco no curso de engenharia e mais a graduação em rádio e tv.

Explorei basicamente os dois temas na nossa conversa: o percurso que ele trilhou combinando expertises para se projetar profissionalmente e a gênese e evolução do Radinho, uma lista histórica, responsável por aproximar muita gente atuando nessas novas carreiras.

Claro que o papo foi longo, trocamos 30 mensagens desde 3 de março. Por isso estou publicando uma versão compacta a seguir e o texto integral para quem quiser conhecer os detalhes da experiência do Rene.

Perguntei e ele concordou em continuar essa conversa na área de comentários. Afinal, especialmente neste caso, o meio é a mensagem ;-)




Syndicate content