Warning: Table './db186965_naozero/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:7:\"warning\";s:8:\"%message\";s:40:\"Creating default object from empty value\";s:5:\"%file\";s:93:\"/nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc\";s:5:\"%line\";i:33;}', 3, '', 'http://naozero.com.br/taxonomy/term/445', '', '54.198.139.134', 1498528529) in /nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/includes/database.mysql.inc on line 135
riaa | Não Zero

riaa

warning: Creating default object from empty value in /nfs/c06/h05/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc on line 33.

O boato é a gripe da internet, a gente precisa cair de vez em quando para ficar esperto

Ontem uma amiga também bastante envolvida com Web compartilhou por email a "notícia" de que a RIAA - a associação das gravadoras dos EUA - tinha pedido a pena de morte para três adolescentes do país por eles terem copiado música.

O link veio de uma fonte confiável - minha amiga estuda direito autoral na Web -, o site pareceu direitinho, li as primeiras linhas rapidamente e, sem pensar mais, repassei pelo Twitter. E na sequência várias pessoas retuitaram indignadas, umas até incrédulas, se perguntando como aquilo podia ser verdade. Até que um amigo se deu ao trabalho de ler o texto - o básico - e notar que um executivo da Sony não citaria Mel Brooks em uma declaração à imprensa.

Thomas Richardson, a Sony Music sales manager remarked, “I’ve been pushing for the RIAA to ‘work up a Number 6′ on those hoodlum kids for the longest time”, referring to a scene from the Mel Brooks flick Blazing Saddles where “we go a-ridin’ into town, a-whompin’ and a-whumpin’ every livin’ thing that moves within an inch of its life.” (Continue lendo.)

Comentários



Syndicate content