Warning: Table './db186965_naozero/watchdog' is marked as crashed and should be repaired query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, variables, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '%message in %file on line %line.', 'a:4:{s:6:\"%error\";s:7:\"warning\";s:8:\"%message\";s:40:\"Creating default object from empty value\";s:5:\"%file\";s:93:\"/nfs/c06/h04/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc\";s:5:\"%line\";i:33;}', 3, '', 'http://naozero.com.br/taxonomy/term/624', '', '54.82.93.116', 1542164600) in /nfs/c06/h04/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/includes/database.mysql.inc on line 135
voluntariado | Não Zero

voluntariado

warning: Creating default object from empty value in /nfs/c06/h04/mnt/186965/domains/naozero.com.br/git/public/modules/taxonomy/taxonomy.pages.inc on line 33.

Case de voluntariado: grupo se reúne quinzenalmente para conversar com moradores de rua

Este post e o anterior fazem parte da ação Dia do Voluntariado.

Vou escrever sobre um grupo voluntário que se formou e atua de forma independente, sem estar vinculado a instituições.

Vou falar sobre eles não para promove-los para potenciais voluntários, mas para mostrar que não existe oportunidade ideal para atuar. Só depende de querer.

Esse grupo que vou integrar tem oito pessoas e surgiu a partir da amizade formada entre eles dentro do movimento espírita.

Eles atuam há quase cinco anos e de forma autônoma. Também não têm um líder: se falam e dividem entre si as responsabilidades pelo trabalho.

O objetivo do grupo é conversar amigavelmente com moradores de rua. E eles levam consigo um lanche para ter o pretexto para a aproximação.

Utilizam o livro Minutos de Sabedoria [download PDF], porque não tem vínculação religiosa. Para os que aceitam, eles lêem uma página à escolha deles e fazem juntos um pai Nosso.

Eles saem de 15 em 15 dias.

No inverno, entregam, além do lanche, cobertores, agasalhos e meias.

Em dezembro, habitualmente, eles passam algumas horas com os moradores de rua, na véspera de Natal, dia 24.

E fazem também um lanche diferente nessa data, caprichado com docinhos e coisas desse tipo.

Poderei contar mais quando tiver feito a primeira incursão junto com eles.

Comentários



Ser voluntário para reconhecer as bençãos da vida e viver melhor

Escrevi este texto e o seguinte para participar da blogagem coletiva do Dia do Voluntário.

Faz tempo que eu quero me oferecer para fazer um trabalho voluntário, mas sempre "falta tempo".

Fiz uma nova tentativa recentemente e estou esperançoso de que, finalmente, vá rolar.

Fala-se muito do papel de cada um na sociedade e de como nós, que temos um pouco mais, deveríamos dar um pouco mais também.

Mas esse não é o motivo que está me levando a procurar uma oportunidade de trabalho voluntário.

Tenho sentido que eu e a minha mulher estamos muito ensimesmados nos nossos planos.

Temos muitas metas, que envolvem esforços, sacrifícios, negociações, etc. E, consequência disso, apesar de termos muito, fica a impressão de estarmos cercados de dificuldades.

Meu interesse em trabalhar como voluntário é para, uma vez por semana ou quinzena, me afastar dos meus problemas e olhar para o de outras pessoas.

Para ver os meus problemas em perspectiva e talvez sofrer menos e reclamar menos da vida.

No post seguinte vou contar o que vou fazer.

Comentários



Syndicate content