Sobre a campanha #Inconfundivel

Há coisa de dois meses, fui convidado para ser um dos curadores de uma campanha da qual participariam também outras pessoas da Web que eu respeito e admiro, entre elas Cris Dias, Merigo e Wagner Fontoura.

A campanha consiste no seguinte: semanalmente tuitamos links de coisas bacanas encontradas na Rede identificando a mensagem com a palavra "inconfundivel". Esse conteúdo é, então, reunido no site criado para a ação.

Os curadores têm liberdade total para escolher os temas de seus tweets e, como cada um tem interesses diferentes, o resultado é um caldo de informações que vai da bizarrice ao sublime, incluindo muita cultura geek. Veja alguns exemplos:

@kibeloco: Espetacular! Bobby McFerrin é #inconfundivel

@jasper Aluno d jornalismo tuita sobre mofo em laboratorio e reitor responde.Caso isolado ou o futuro? http://migre.me/50Qn #inconfundivel

@nickellis Um conto sobre o passado (e futuro) da América pelo genial Robert Crumb! #inconfundivel

Para mim, participar dessa campanha é o máximo porque sou pago para fazer uma coisa que já faço por amor - na linha de o que o Shirky chama de amor.

A meta da campanha, até onde eu vejo, é criar um buxixo que leve as pessoas mais curiosas a garimpar a rede até chegar ao site da ação e desvendar o mistério - como uma espécie de desafio - para, então, divulgar essa descoberta para os amigos.